Casa engraçada

Casa engraçada

“Era uma casa muito engraçada, não tinha teto, não tinha nada.”
 
Os versos da música “A Casa”, de Vinicius de Moraes, são conhecidos dos brasileiros. Mas o que poucos sabem é que a inspiração para a letra surgiu de uma construção peculiar, a Casapueblo, que é o ponto turístico mais visitado do Uruguai.
 
Carlos Páez Vilaró começou a trabalhar em Casapueblo em 1958, quando iniciou a construção da modesta casa e oficina. O artista se inspirou em ninhos de joão-de-barro e, surpreendentemente, construiu tudo sem planos arquitetônicos. Com o tempo, Vilaró adicionou quartos de hóspedes e, então, abriu áreas como em um complexo de hotel.
 
Mas Casapueblo é uma experiência que a gente só entende quando vive. Dessas que não podem simplesmente ser descritas porque precisam ser sentidas. E você não precisa ter nenhuma relação de devoção com a arte ou a persona de Vilaró para sentir a sua alma respirando em cada pequeno detalhe dessa casa-museu-escultura que foi criada com um carinho infinito, em homenagem ao sol, que se despede naquela costa, todos os dias.
Liz