Poetizar-se

Poetizar-se

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Liz

39 Comentários

Utopia Publicado em09:47 - 25 de agosto de 2020

Tentei descobrir na alma alguma coisa mais profunda do que não saber nada sobre as coisas profundas.
Consegui não descobrir.

Manoel de Barros

    Liz Publicado em23:16 - 25 de agosto de 2020

    “Só sei que nada sei.”
    A frase dita por Sócrates (469 a.C.-399 a.C.) é, provavelmente, a frase mais famosa da história da filosofia. Nela, Sócrates chama a atenção para a sabedoria contida na ignorância. Para ele, não saber é muito melhor que saber mal.

Utopia Publicado em11:42 - 26 de agosto de 2020

Não é possível saber algo com a certeza absoluta . Sócrates era esperto..rs
É melhor assumir que não se tem conhecimento sobre alguma coisa, do que falar sem saber. Por isso muitas vezes o “senso comum” predomina, é mais fácil viver em ignorância do que procurar conhecer e debater certos assuntos.
Acho que viajei aqui, perdão…

Utopia Publicado em01:35 - 27 de agosto de 2020

“Sou um ser pensante, com uma mente alucinante, numa mesmice constante…” rss

Utopia Publicado em10:51 - 29 de agosto de 2020

“Seu olho me olha mas não pode me alcançar…”
Maria Bethânia – Reconvexo
Nem só de psicoterapia vive o ser humano, existem outras coisas com grande potencial terapêutico. A música e a dança são duas delas.
Quem canta e dança seus males espanta!

    Liz Publicado em16:36 - 3 de setembro de 2020

    “Não tenho escolha, careta, vou descartar”

Utopia Publicado em11:31 - 2 de setembro de 2020

“Os maiores acontecimentos e pensamentos são os que mais tardiamente são compreendidos”.

Friedrich Nietzsche

Tudo que é novo, diferente, passa a ser visto com desprezo. As pessoas não conseguem(ou não querem) entender aquilo que está para além da sua visão fútil e míope sobre a vida.
Cada dia é um novo aprendizado, precisamos ser mais leves…

    Liz Publicado em16:31 - 3 de setembro de 2020

    Costumamos nos agarrar ao que é conhecido, a emoções reprisadas, à manutenção do já visto, já feito – raramente arriscamos perder o chão sob nossos pés. Até que alguém dá um salto mortal bem na nossa frente, e não se estatela, ao contrário, sobressai. É quando dá vontade de ter coragem também. Coragem de sentir medo. E então descobrir que o destino não nos abandonou como parecia. Só estava esperando que a gente se tornasse mais merecedor de seu sorriso. in CORAGEM PARA TER MEDO – Martha Medeiros

      Utopia Publicado em18:53 - 3 de setembro de 2020

      Sobre a coragem para ter medo. Não sei se tem a ver, mas as vezes tenho vontade de mergulhar de cabeça, bem fundo, numa imersão total e sem nenhum receio ou medo. Mas a vida(na maioria das vezes..rs) nos oferece um lago raso, e mesmo assim tem algum valor. Talvez a vida se torne agradável quando notamos a beleza e encanto de colocarmos os pés em lagos rasos…
      Mas quem saberá a profundidade do lago se nele não ousar colocar os pés?
      Desculpe as viagens! rss

Utopia Publicado em13:05 - 4 de setembro de 2020

Ja vestiu-se do seu melhor sorriso hoje? (:

Utopia Publicado em23:18 - 11 de setembro de 2020

“Sou um pedaço de coisa nenhuma, que ganha espaço entre milhares de pedaços de nada em comum”.

Utopia Publicado em20:25 - 23 de setembro de 2020

Sabedoria é usar o silêncio como escudo mudo no meio do caos;
Onde todo mundo diz tudo o que quer.
Atirando palavras para todos os lados.
Onde todos os dias alguém é ferido ao ser atingido
por palavras perdidas.
(Edgard Abbehusen)
Quem cala consente ou sente que não deve prolongar certas discussões?
Freud diz: ” O homem é escravo do que fala e dono do que cala”.
Através de palavras podemos edificar ou destruir, temos que ter cuidado com o que sai de nossa boca.
Em Mateus 15:11 lemos: “Não é o que entra pela boca que contamina o homem, mas o que sai da boca, isso é o que contamina.”
A sabedoria oriental diz: “Deus deu ao homem dois ouvidos, dois olhos e uma boca para vermos e ouvirmos duas vezes mais que falamos”
Resumindo, na dúvida, fica quieto!!.

Utopia Publicado em16:34 - 2 de outubro de 2020

“Dentro de mim há dois cachorros: um deles é cruel e mau; o outro é muito bom. Os dois estão sempre brigando. O que ganha a briga é aquele que eu alimento mais frequentemente”.

Provérbio Índio Americano

Você atrai aquilo que transmite…

Utopia Publicado em10:08 - 3 de outubro de 2020

“Há algum tempo eu achava que amor era se entregar, como quem se joga em queda livre de um penhasco. Hoje sei que amor é me preservar, de tudo que dói, fere, ou não entende a imensidão que sou…”

    Liz Publicado em16:05 - 3 de outubro de 2020

    Cupido é um deus traiçoeiro: (…) sua glória é que seu poder se choque contra qualquer outro poder e que todas as outras regras cedam às suas (III, 5, 871/129). “Sobre Versos de Virgílio”

      Utopia Publicado em00:27 - 5 de outubro de 2020

      Eu tenho medo do escuro, pois ele me assusta,
      Assusta de tal maneira , que, luzes saltam em meus olhos,
      Em aquarelas de cores multicoloridas,
      Intensos devaneios, medos e incertezas que me cercam, enquanto deveria dormir,
      Mas será medo do escuro ou o medo do que vou encontrar assim que a luz clarear?
      Cito Platão, que diz:
      “Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro; a real tragédia da vida é quando os homens têm medo da luz.”
      Resumindo, não deixe que a escuridão te domine e não tenha medo da luz…
      Filosofando em plena madrugada..rs

Utopia Publicado em01:19 - 12 de outubro de 2020

Se cada dia cai,
dentro de cada noite,
há um poço
onde a claridade está presa.

Há que sentar-se na beira
do poço da sombra
e pescar luz caída
com paciência.
Pablo Neruda

Utopia Publicado em23:32 - 14 de outubro de 2020

Reflexão de quarta a noite…
A gente tem que estar muito segura sobre nossa narrativa, das histórias que vivemos, do que fizemos, do que sentimos, do que sofremos, do tanto de sofrimento que foi gerado por nossas próprias atitudes e do tanto que foi gerado por atitudes alheias. Se não tivermos essa segurança, outras pessoas irão criar narrativas diferentes sobre as nossas próprias dores e irão nos convencer de que tudo que vivemos e sentimos são delírios. No final, nos convencerão que somos loucas.
“Ser você mesmo é a maneira mais linda de existir”.
Portanto, não somos loucas, apenas autênticas.

    Liz Publicado em10:21 - 17 de outubro de 2020

    Steve Jobs dizia: “Não deixe o barulho da opinião dos outros abafar sua voz interior. E mais importante, tenha a coragem de seguir seu coração e sua intuição”.

    É preciso autoconhecimento para desenvolver atitudes livres, experimentando liberdade de pensamento e ação, sem se importar de forma rigorosa com que as pessoas vão achar ou opinar… Sim, podemos nos sensibilizar com a opinião de determinadas pessoas que nos servem como feedback e ajuda na estratégia de escolha…Mas somos nós que temos que julgar.

    Como diz Sartre: A existência precede a essência… Primeiro ele existe, se descobre, surge no mundo e só depois irá se definir, ou seja, primeiramente ele é “nada”, só depois será e o será conforme se fizer, de acordo com o que tiver projetado.

    As pessoas em geral julgam primeiro a essência então esse julgamento é subjetivo não é fácil fazer esse afastamento…

    “Ser louco é a única possibilidade de ser sadio nesse mundo doente”

    Aproveito para sugerir um Filme: Relatos Selvagens

    Arrivederci.

Utopia Publicado em21:06 - 18 de outubro de 2020

Assisti o filme que indicou, e simplesmente adorei! Apesar de ter muita “ficção” mostra como as histórias poderiam acontecer com qualquer pessoa. Temos ali , questões éticas abordadas, uma reflexão sobre o nossos comportamentos perante a sociedade e os desejos insanos que precisamos privar.
As histórias tem como tema central a “vingança”. Será que vale a pena se vingar? Não estaríamos exercendo o mesmo papel de quem nos feriu? É difícil responder essas perguntas quando sentimos na pele o mal que o outro nos causou.
Muitas vezes nos colocamos no papel de vítima, mas na verdade sempre achamos que o problema é do outro, quando na verdade, muitas vezes nós somos os responsáveis por determinadas “frustrações”.
Precisamos parar de nos idealizar nos outros e focar em nós. O autoconhecimento é a chave para uma vivência melhor.
Pesso desculpas se viajei demais aqui..rs

    Liz Publicado em15:30 - 19 de outubro de 2020

    Ual,

Utopia Publicado em20:49 - 25 de outubro de 2020

Reflexões de uma quarentena infinita…
Acho(quase certeza) que não nasci para o mundo de relações líquidas de Bauman…
Não consigo construir nenhum tipo de relação, seja profissional, amizade ou romântica e até política sem afeto.
Mas o que eu percebo(na maioria das vezes) e que o afeto assusta as pessoas.
Eu, no entanto, me assusto com a falta dele…

Utopia Publicado em22:46 - 30 de outubro de 2020

“Livro”
Vem do verbo livrar, tendo como principal objetivo livrar-te da ignorância.

P. F Filipini

    Liz Publicado em13:34 - 31 de outubro de 2020

    🙂

Utopia Publicado em16:30 - 2 de novembro de 2020

Uma breve reflexão (talvez não tão breve assim) sobre a morte, neste dia de finados. Para alguns a morte remete ao fim, para outros, o início de uma outra “vida”.

– A morte para a humanidade

Durante milênios o homem busca explicar qual o sentido da vida e da morte. E nisso, diversos mitos (histórias no sentido real da palavra) foram criados para explicar o sentido da vida e o porque morremos.

– Ciclos da natureza e ciclos do homem

Diferente da morte na natureza (eterna e cíclica) observa-se que os homens morriam não em forma de ciclo e renasciam, mas em um formato linear (eram finitos).
Nasciam, cresciam e morriam.
Isso deu possibilidade para pensar uma vida no plano físico e outra no espiritual, que completasse o ciclo.

– A morte na mitologia grega

Na mitologia grega, no principio era tudo caos. A humanidade era por vezes castigada por Zeus, por tentar roubar o fogo. O Zeus era sempre perverso.
Todos estavam condenados ao submundo de Hades, lugar obscuro e perverso, Mas os mais virtuosos iriam para os Campos Elíseos.

– Na perspectiva judaico-cristã

Na tradição judaico-cristã, a priori o homem surge imortal e vive no Jardim do Éden. Um casal vive nesse jardim, Adão e Eva e a estadia de ambos era tranquila, até Eva comer a maçã e castigar a humanidade com seu pecado, sendo assim expulsos do paraíso ficando assim mortais.

– Na Ciência

Na visão materialista e científica, a consciência (capacidade cognitiva e intelectual) emerge do funcionamento de células, órgãos e tecidos somados as nossas experiências. Quando esse mecanismo cessa, cessa também a consciência e consequentemente a vida.
Como matéria, segue o fluxo de decomposição. Não há provas de vida após a morte. Nossa experiência esta ligada a nossa cognição.

– Na música

Caetano Veloso canta a música composta por Gilberto Gil sobre a morte numa perspectiva existencialista:
“Não tenho medo da morte
Mas sim medo de morrer
Qual seria a diferença
Você há de perguntar
É que a morte já é depois
Que eu deixar de respirar
Morrer ainda é aqui
Na vida, no sol, no ar[…]”

– Na poesia (são vários poemas sobre o tema)

Quando eu for, um dia desses,
Poeira ou folha levada
No vento da madrugada,
Serei um pouco do nada
Invisível, delicioso

Que faz com que o teu ar
Pareça mais um olhar,
Suave mistério amoroso,
Cidade de meu andar
(Deste já tão longo andar!)

E talvez de meu repouso…

Mario Quintana

Quem de nós nunca em algum momento pensou: qual o sentido de nossa insignificante passagem na terra? A humanidade não de hoje busca resposta para esse mistério, hoje muito mais esclarecido sobre as funcionalidade “da carne” do nosso corpo.
Não sou especialista no tema, apenas curiosa sobre os mistérios de “vida e morte”.

Utopia Publicado em20:41 - 19 de novembro de 2020

Eu preferiria ser cinzas do que pó!
Eu preferiria que a minha faísca queimasse em uma chama brilhante do que ser reprimido pela podridão seca.
Eu preferiria ser um meteoro soberbo, cada átomo meu em um brilho magnífico, do que um planeta sonolento e permanente.
A função própria do homem é viver, não existir.
Não vou desperdiçar meu tempo em tentar prolongá-lo.
Usarei o meu tempo!

Jack London

    Liz Publicado em20:35 - 20 de novembro de 2020

    lindo

Utopia Publicado em23:02 - 24 de novembro de 2020

Primeiro considerei fardo
agora acho que é algo como sorte
tudo em mim escorre, se espalha
me derramo como enchente
desconheço metades
e ofereço travessia
para quem se vê
no mesmo ritmo
que eu
sou a brecha
de uma nova narrativa
se chegar de peito aberto
pode apostar que te preencho
do jeito mais bonito possível…

Gracielle Maciel

Bélit Publicado em20:31 - 26 de novembro de 2020

Amei seu blog 🙂 Parabéns!!!

Utopia Publicado em22:42 - 16 de dezembro de 2020

Amar os outros é a única salvação individual que conheço: ninguém estará perdido se der amor e às vezes e receber amor em troca.

Clarice Lispector

    Liz Publicado em23:55 - 16 de dezembro de 2020

    Olha elaaaaaa…muito bom ter suas contribuições tão sensíveis no site e sua poesia me fez lembrar de uma q colo abaixo:

    Memória

    Amar o perdido
    deixa confundido
    este coração.

    Nada pode o olvido
    contra o sem sentido
    apelo do Não.

    As coisas tangíveis
    tornam-se insensíveis
    à palma da mão

    Mas as coisas findas
    muito mais que lindas,
    essas ficarão.
    Carlos Drummond de Andrade , “Poemas”. Rio de Janeiro: J. Olympio, 1959.

Utopia Publicado em22:23 - 17 de dezembro de 2020

Com o passar do tempo, apagam-se muitas coisas, mas a memória afetiva registra “momentos” que emocionalmente tem alguma importância, pois elas permanecem…
A memória eterniza as belezas da vida!
Gosto muito dos poemas de Drummond. Sempre tão sensível..
Fico feliz que gosta de minhas postagens! (:

Utopia Publicado em21:52 - 27 de dezembro de 2020

Mesmo que passe, afeta
Mesmo que perca, fica
Mesmo que longe, alcança
Mesmo que impossível, permanece
Mesmo que queira, desobedece
Mesmo que esconda, desassossega
Mesmo que duvide, arrisca
Mesmo que falhe, recomeça
Mesmo que desvie, encontra
Mesmo que cale, fala

Cesar M
Sobre pessoas que chegam, fazem morada, “partem” mas continuam presentes, mesmo sem intenção…

    Liz Publicado em11:14 - 28 de dezembro de 2020

    Lindaaa

Utopia Publicado em14:42 - 30 de dezembro de 2020

Despeça-se…
Dos que lhe violentam, objetificam, dos que lhe manipulam.
Porque o ano não será novo se continuarmos com as velhas cadeias emocionais.
Pe Fábio de Melo

Que o ano novo traga vida nova, e que 2021 supere este ano que passou em felicidade, amor, esperança e fé.
Feliz Ano Novo!

Utopia Publicado em23:41 - 9 de janeiro de 2021

eu sou um monte de constelações
brilhando e ardendo
mas nem todo mundo sabe ver
ou só vê a parte que arde
ou só vê a parte que brilha
Ryane Leão

Utopia Publicado em23:08 - 12 de maio de 2021

” A humanidade precisa se libertar do conceito de Deus e Diabo e admitir que ela mesma faz o bem e o mal”.
(George Orwell)

O céu e o inferno a gente vive aqui, os anjos e demônios somos nós mesmos. O livre-arbítrio existe, e se produzimos bem o mal, é por quê nos permitimos fazê-lo.

Utopia Publicado em23:38 - 11 de agosto de 2021

“O gosto as vezes é salgado, contente de despedida.
É tarde na calçada, sem hora para partida.
Bem como, tudo aquilo que vivi, e, agora é somente lembrança.”

O gosto salgado da lembrança, de quem foi criança e ainda é…

Utopia Publicado em00:40 - 22 de agosto de 2021

Os tempos primitivos são líricos, os tempos antigos são épicos, os tempos modernos são dramáticos.

Victor Hugo